Informações da página

Você está em: Página Inicial > Comunicação > Notícias

Início do conteúdo

Estudante egressa do curso Técnico em Administração é selecionada para programa de imersão científica em Israel

Apresentação da estudante Maria Eduarda de Almeida no Salão do IFRS

 

A jovem cientista Maria Eduarda Santos de Almeida, formada em fevereiro de 2017 no curso Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio, conquistou uma das três vagas disponibilizadas via edital de seleção para participar do programa 'Escola de Verão do Instituto Weizmann' (Dr. Bessie F. Lawrence International Summer Science Institute), de Israel, que oportuniza a recém formados no Ensino Médio adquirir experiência direta em pesquisa de ponta trabalhando em laboratórios no desenvolvimento de projetos de investigação ao lado de profissionais renomados.

Ao todo, são cinco vagas oferecidas para estudantes brasileiros, sendo duas delas objeto de premiação de feiras científicas, neste ano na Mostratec, da Fundação Liberato Salzano, de Novo Hamburgo/RS, e na Febrace, da Escola Politécnica da USP/SP. Já a seleção externa (por edital) se dá com o envio de uma redação em inglês, que este ano teve como tema "My interest in the Institute Weizmann Summer School - Science as a tool for life, Scientific Research and my future life", que em português significa "Meu interesse pelo Instituto Weizmann - Ciência como ferramenta para a vida, Pesquisa Científica e minha vida futura". Com a seleção da sua redação, intitulada "The scientist in me: How I realized that I am passionate about discovering", que traduzida diz "A cientista em mim - Como me dei conta que sou apaixonada por descobrir", a segunda etapa do processo por qual passou a jovem consistiu em entrevista online. Confira o vídeo gravado pela estudante para apresentar sua trajetória como pesquisadora e seu projeto.

Acompanham a Maria Eduarda, os estudantes gaúchos Vinicius Müller e Daniel Burghardt, da Liberato, o sul-mato-grossense Luiz Fernando Da Silva Borges, do Campus Aquidauana do IFMS e a paulistana Giovanna Lemos, do Colégio Pentágono.

"É incrível ver que sua orientada em dois projetos de pesquisa é um dos três estudantes selecionados, entre 244 candidatos, para a imersão no Weizmann, um Instituto de Pesquisa que desenvolveu 7 dos 25 medicamentos mais vendidos no mundo e que conta com o trabalho de um dos vencedores do Prêmio Nobel de Química de 2009, a israelense Ada Yonath" - comemora a professora do Campus Osório, Flávia Twardowski. Segundo ela, os jovens realizam uma pesquisa básica numa das 8 faculdades do Instituto. Cada uma conta com um gama de laboratórios super equipados. Os estudantes escolhem em qual laboratório querem atuar e são conduzidos pelo pesquisador responsável pela pesquisa".

A Escola de Verão do Instituto Weizmann é um programa anual do Weizmann Institute of Science em Rehovot, de Israel, por onde são selecionados em torno de 80 estudantes que concluíram o Ensino Médio, provenientes de diversas partes do mundo. O Brasil tem encaminhado alunos desde 1983 e o processo seletivo alcança alunos em todas as Universidade Brasileiras - de Norte a Sul, de Leste a Oeste. Os jovens cientistas recebem bolsa integral (viagem, estadia e taxas de atividades), financiada pelo Grupo dos Amigos do Instituto Weizmann do Brasil, tendo a oportunidade de iniciar uma rede de contatos úteis para toda a vida, mostrando ao mundo a qualidade da formação brasileira e voltando para o Brasil com um enriquecimento científico e de vida extremamente valioso.

A estudante Maria Eduarda conta que está realizando um sonho de mais de 2 anos: "Desde quando descobri esse programa, comecei a pesquisar e me preparar para a seleção. Queria ir porque muita gente que me inspirava participou da imersão, e me dei conta de que lá é um espaço que busca ser igualitário e que as pessoas são genuinamente movidas por curiosidade, assim como eu". A jovem cita que suas maiores expectativas são: "Conhecer pessoas de todo o globo que falam sobre mudar o mundo, ver coisas que eu nem imagino que possam existir, como os equipamentos dos laboratórios de lá, conhecer Israel, berço da civilização que fundamentou a nossa cultura, e fazer ciência puramente por curiosidade, como é feito por lá, e num momento ou outro as descobertas aparecem!".

Em maio, a jovem embarca para a Intel ISEF (International Science and Engineering Fair), maior feira de ciências e engenharia pré-universitária do mundo, que acontece em Los Angeles (EUA) entre os dias 14 e 19, com o trabalho BioPatriam: Preservação da biodiversidade através de planta nativa brasileira, orientado pela professora Flávia Twardowski. Outra pesquisa do Campus Osório também estará no evento: Transformação dos resíduos agroindustriais do maracujá em filmes plásticos biodegradáveis, de autoria da estudante Juliana Davoglio Estradioto, também orientado pela professora Flávia Twardowski e coorientado por Simone Hickmann Flôres.

 

Fonte: www.amigosdoweizmann.org.br

 

Galeria

Estudante foi destaque em diversos eventos científicos

Veja mais

Final do Conteúdo Ir para as informações da Página

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Câmpus Osório

Rua Santos Dumont, 2127 | Bairro Albatroz | CEP: 95520-000 | Osório/RS

E-mail: comunicacao@osorio.ifrs.edu.br | Telefone: (51) 3601-3500 das 8h às 12h e das 13h30min às 17h30min. Nos demais horários, o contato deve ser feito pelo telefone e e-mail dos setores.